fbpx
27 fev

São Paulo oferece cargos e salários acima da média nacional para enfermeiros

Com o aumento da população idosa, o mercado de trabalho para enfermeiros não para de crescer e os salários se apresentam acima da média nacional no estado de São Paulo.

De acordo com o Guia de Profissões e Salários da Catho, um profissional que ocupa o cargo de enfermeiro ganha entre R$ 2.360 e R$ 3.850, com média salarial estadual de R$ 2.950.

Hospitais e prefeituras (postos de saúde) são as instituições que mais abrem concursos públicos para enfermeiros no estado de São Paulo, com remuneração e carga horária semanal variadas. Existem também boas possibilidades de crescimento em universidades e nas Forças Armadas, onde os salários mensais podem ser superiores aos R$ 8 mil.

Vale lembrar que o salário médio do enfermeiro varia em função do estabelecimento e região onde atua, cargo que ocupa, experiência e qualificação profissional – pós-graduação, especialização etc.

Entenda a diferença entre os níveis

Para entender a carreira de Enfermagem é importante saber a diferença entre o Enfermeiro, o Técnico e o Auxiliar de Enfermagem. Cada um deles tem um nível de qualificação (e de responsabilidade!) diferente:

  • Enfermeiro: é formado em curso superior de enfermagem, está habilitado a realizar procedimentos mais complexos e a supervisionar técnicos e auxiliares.
  • Técnico em Enfermagem: é formado em curso técnico de nível médio e pode realizar procedimentos de média complexidade sob a supervisão de um enfermeiro.
  • Auxiliar de Enfermagem: é formado em curso específico e está habilitado a prestar cuidados básicos em pacientes (sem risco ou complexidade), sob a supervisão de um enfermeiro.

É importante ressaltar que São Paulo oferece as melhores oportunidades aos profissionais, pois é onde se concentram a maior quantidade de hospitais de alta complexidade – como o Hospital IGESP, que oferece estágio garantido ao alunos da FASIG – além de clínicas cirúrgicas de diversas especialidades, casas de repouso e unidades básicas de saúde. 

Mas é importante ressaltar que o mercado é amplo e quem se forma no curso de Graduação em Enfermagem também pode trabalhar com:

  • Enfermagem de Resgate.
  • Enfermagem de Saúde Pública.
  • Enfermagem do Trabalho.
  • Enfermagem Geral.
  • Enfermagem Geriátrica.
  • Enfermagem Médico-Cirúrgica.
  • Enfermagem Obstétrica.
  • Enfermagem Pediátrica.
  • Enfermagem Psiquiátrica.
  • Home Care, ou seja, o enfermeiro que presta cuidados na casa do paciente.

Lembrando que bacharéis em Enfermagem precisam ter curso superior reconhecido pelo MEC e obter o registro junto ao Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (COREN-SP).

Posts Relacionados

Deixe um comentário

× Como posso te ajudar?